28 de fev de 2014

Modinha gospel

Share on Tumblr

Não concordo com a modernidade que está invadindo as igrejas.
Não concordo com essa mania de "imitar o mundo".
Não concordo com o carnaval gospel, quadrilha gospel, balada gospel, rave gospel, funk gospel, entre outros...
Podem me chamar de careta, não me importo.
Mas será que é só colocar o nome "gospel" na frente, que já santifica tudo?
É óbvio que não!
Tem crente que não consegue ficar longe do mundo, então quer "santificar" "as coisas" e trazer pra dentro da igreja, "limpando" assim a sua consciência.
A Palavra de Deus diz que devemos ser santos ("Sede santos, porque eu sou santo". - 1 Pedro 1:16). E o que significa ser santo? Ser santo quer dizer ser separado, ser diferente.
E se agirmos assim, que diferença temos do mundo? Nenhuma.
Como vamos ser sal, se perdermos o sabor? ("Vocês são o sal da terra. Mas se o sal perder o seu sabor, como restaurá-lo? Não servirá para nada, exceto para ser jogado fora e pisado pelos homens." - Mateus 5:13).

Deus quer o nosso exemplo, a nossa luz nesse mundo de trevas.

"E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus." Romanos 12:2