8 de abr de 2013

"Não andeis ansiosos..."

Share on Tumblr

  Muitas vezes queremos tanto algo, que passamos o dia todo ansiosos, pensando no nosso "alvo", mal conseguindo esperar aquilo que tanto queremos. Qualquer sinal, parece ser o de que tudo está no caminho certo, e conspirando ao nosso favor.
  Mas de repente, alguma coisa dá errado, e algo que parecia insignificante, acaba com as chances de realizarmos um sonho.
  Na ânsia de alcançar aquilo que queremos, esquecemos que a vontade de Deus é soberana, e que nosso planos somente se concretizarão, se for da vontade dEle. Se não obtivemos sucesso, naquele exato momento, é porque Deus está nos capacitando, nos ensinando a ser mais pacientes e a crer que a vontade dEle é sempre a melhor.
  
  A Sua Palavra nos adverte sobre a ansiedade e a entregarmos nosso planos a Ele:

"Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graça. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus."
Filipenses 4:6-7

Nos mostra ainda que tudo tem o seu tempo certo para acontecer:

"Para tudo há uma ocasião certa; há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu (...)"
Eclesiastes 3:1

Portanto sejamos pacientes e perseverantes em oração, porque no momento certo alcançaremos a vitória.

23 de jan de 2013

Quem sou eu?

Share on Tumblr

  Mencione o nome de Moisés, e as pessoas pensarão em liderança, força e nos Dez Mandamentos. Elas tendem a se esquecer do assassinato. Perdem de vista os 40 anos de fugitivo. Deixam de lado seu problema com ira e sua intensa relutância em dizer sim a Deus.
  Moisés fugiu para o deserto por ter matado um homem que perseguiu um hebreu como ele. Deve ter gostado da sua vida tranquila no Sinai, por que não quis deixá-la quando Deus apareceu com ordens para marchar (Êxodo 3:1-10). Ele inclusive teve uma longa discussão com Deus.
  Moisés entrou no jogo de ''não sou carta boa'', perguntando a Deus: '''Quem sou eu...?'' (Êxodo 3:11). Deus não lhe respondeu essa pergunta. Nem prometeu livrar Moisés de tempos difíceis. Ele simplesmente disse, ''Eu estarei com você.'' (v. 12) E então disse a Moisés quem Ele era: ''EU SOU QUEM SOU'' (v. 14).
  É saudável termos o senso de nossa inadequação. Se, porém, usarmos isso como desculpa para evitar que Deus nos use, nós o insultamos. O que estamos dizendo, na verdade é que Deus não é bom o suficiente.
  Pediram a um amigo que deixasse seu trabalho e assumisse uma posição no ministério cristão. Ele queria fazer isso, pois tinha o desejo de fazer algo diferente, algo mais significativo. Essa oferta para participar numa equipe da igreja parecia adequar-se perfeitamente. E ele disse: ''Não mereço isso, pois eles não me conhecem. Não sou bom o suficiente.''
  Ele está certo, não é bom o suficiente. O que significa que estou exatamente ao lugar onde Deus o queria. ''O mundo está cheio de pessoas más'', disse o Pastor Mark Driscol, ''e Jesus''. Quando descobrimos isso, estamos no lugar exato onde Deus quer que estejamos. A pergunta não deveria ser, Quem sou eu? E sim, Quem é Deus?

Onde Deus o chama para servi-lo? O que o impede de segui-lo?

"Respondeu-lhe o SENHOR: Quem fez a boca do homem? Ou quem faz o mudo, ou o surdo, ou o que vê, ou o cego? Não sou eu, o SENHOR?
Vai, pois agora, e eu serei com a tua boca e te ensinarei o que hás de falar." Êxodo 4:11-12

                                                                                                                                     -Pão Diário

16 de jan de 2013

Obediência.

Share on Tumblr

"Porém Samuel disse: Tem, porventura, o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios quanto em que se obedeça à sua palavra? Eis que o obedecer é melhor de que o sacrificar, e o atender, melhor do que a gordura de carneiros." I Samuel 15:22

  Deus mandou que Saul destruísse Amaleque e tudo o tivesse, homem e mulher, meninos e crianças de peito, bois e ovelhas, camelos e jumentos (I Samuel 15:3). Saul, então, convocou o povo e destruiu os amalequitas, porém poupou o seu rei e o melhor dos animais.
  Mas a atitude de Saul teve consequências.
  "Então veio a palavra do SENHOR a Samuel dizendo: Arrependo-me de haver constituído Saul rei, porquanto deixou de me seguir e não executou as minhas palavras (...)." I Samuel 15:11
  Saul tentou se explicar a Samuel dizendo que permitiu ao povo poupar o melhor dos animais para sacrificá-los ao Senhor.
  Mas o que Deus mandou que Saul fizesse mesmo?

  De nada adianta, sacrifícios sem obediência. Se Ele te mandou esperar e você não obedeceu, decidiu ir em frente por conta própria, de nada valerá o seu jejum, ou qualquer outro tipo de sacrifício.
  Deus nunca nos desampara, mas nossas decisões têm consequências, por vezes, bem maiores do que imaginamos.

"Porque me chamais Senhor, Senhor, e não fazeis o que eu vos mando?" Lucas 6:46

Então lembrem-se: Primeiro a obediência, depois o sacrifício como forma de agradecimento.